Você está em Diversos > Curiosidades

Símbolos da contabilidade (parte 2)

Anel do Contabilista

O anel do profissional da Contabilidade simboliza e exterioriza o compromisso, a aliança, a união do profissional com o conhecimento científico contábil, o campo do saber e sua disposição de aplicá-lo em benefício da comunidade em que vive, engrandecendo e valorizando sua profissão e enaltecendo sua pátria.

O anel do contabilista é um agregado de símbolos que deve sugerir ao seu portador lembranças importantes, relativas ao desempenho profissional específico de sua área, não havendo distinção entre o anel do Contador e do Técnico em Contabilidade.

Nas profissões, os anéis representam os graus que conseguimos, ou seja, evidenciam que nos qualificamos em determinado campo do conhecimento.

Como a aliança representa a constituição matrimonial, e os escudos representam as associações ou entidades, da mesma forma, os anéis são peças representativas, e enquanto "anéis de grau" identificam as profissões que dependem de estudos.

O anel do contabilista é um conjunto de símbolos que sugere significações ligadas à lei, à proteção da sociedade, além do conhecimento científico-contábil.

Sua estrutura é toda em ouro e possui como pedra principal a turmalina rosa clara, que simboliza a afinidade com a lei. Aos brilhantes atribui-se uma simbologia cultural, associada ao valor das pedras brutas preciosas, que, após polidas, tornam-se pedras nobres.

O aro apresenta, de um lado, o Caduceu de Mercúrio, que é a insígna do Deus do Comércio (bastão que representa o poder, com duas serpentes entrelaçadas, simbolizando a sabedoria e o capacete com duas asas que representam atividade e diligência). Do outro lado do aro, estão as Tábuas da Lei com a legenda "LEX", em platina ou ouro branco que advém da antiga tradição judaica de que a lei foi entregue por Deus a Moisés em tábuas, contendo os Dez Mandamentos.

Sendo assim, o anel do contabilista é um conjunto de símbolos que sugere significações ligadas à lei, à proteção da sociedade, além do conhecimento científico-contábil.

No Brasil, ele vem desde o tempo dos "peritos-contadores" (há mais de 50 anos), e desde seu aparecimento possui as seguintes características:

Estrutura em ouro;

Pedra principal na cor rosa forte (rubislite);

Ladeando a pedra principal, dois brilhantes, um em cada flanco;

Em uma lateral, a tábua da lei em platina ou ouro branco;

Em outra lateral, o caduceu estilizado em platina ou ouro branco.

OBS.: O nome rubislite vem da Escócia, do termo rubislaw e foi dado por Heddle em 1879. A cor eleita provém da semelhança com a do Direito (o rubi), dadas as ligações doutrinárias que no início do século existiam entre a Contabilidade e o Direito, a ponto do anel ter de um lado a Tábua da Lei, e do outro, o Caduceu.

Adaptado de CRCPB (www.crcpb.org.br) e assuntocontabilidade.blogspot.com.br

Como referenciar: "Anel do Contabilista - Símbolos da Contabilidade" em Só Contabilidade. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 17/08/2018 às 08:19. Disponível na Internet em http://socontabilidade.com.br/conteudo/simbolos2.php