Material de Apoio

 Contabilidade
 Métodos de Escrituração
 Débito e Crédito
 Patrimônio
 Livros Contábeis
   Livro Diário
   Livro Razão
   Livro Caixa
   Erros de Escrituração
 Contas
 Balanço Patrimonial
   Ativo Circulante
   Ativo Não Circulante
   Redutoras do Ativo
 História da Contabilidade
 Biografias
 Mais conteúdos [+]

Pratique

 Exercícios resolvidos
 Exame de Suficiência (CFC)
 Provas de concursos

Ajuda

 Fórum de discussão
 Área dos Professores
 Glossário
 Dúvidas frequentes
 Softwares
 Cálculos On-line

Entretenimento

 Jogos de contabilidade

Diversos

 Curiosidades
 Profissão Contador
 Código de Ética
 Princípios de Contabilidade
 Convenções Contábeis
 Lei das S.A.
 Notícias
 Indicação de livros
 Fale conosco

Busca Geral

 

Biografias

Leonardo Fibonacci

Nascido no ano de 1170, também conhecido como Leonardo de Pisa ou Leonardo Pisano, foi um matemático italiano e o primeiro grande matemático europeu da Idade Média, sendo hoje considerado o mais talentoso matemático ocidental que viveu na Idade Média. Ele passou a sua infância no norte da África aprendendo a língua e a matemática dos árabes. Quando voltou à Itália, em 1202, escreveu o livro “Liber Abaci”, onde ficou conhecido pela descoberta da sequência de Fibonacci e pelo seu papel na introdução dos algarismos arábicos na Europa (embora esta sequência já tivesse sido descrita anteriormente por matemáticos indianos).

A Sequência de Fibonacci, explicada neste livro, ensinou como escrever os números e como calculá-los a partir de um novo sistema.

Consiste em uma sucessão de números naturais, tais que, definindo os dois primeiros números da sequência como 0 e 1 os números seguintes serão obtidos por meio da soma dos seus dois antecessores. Portanto, os números são: 0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, ... Ex.: 0+1= 1; 1+1=2; 1+2=3; 2+3=5 e assim por diante.

O Liber Abaci contribuiu para o desenvolvimento dos estudos de álgebra nos meios escolares e abacistas (onde as pessoas usavam o ábaco para fazer cálculos matemáticos). A obra dominou o ensino da matemática das escolas mosteirais e das universidades europeias durante a Baixa Idade Média.

Com o surgimento desta nova técnica, os abacistas, que dominavam a difícil arte de calcular em ábacos, fizeram de tudo para impedir a sua difusão, já que tinham grande prestígio e eram bem pagos pelo seu trabalho. Porém, no final, venceu a praticidade.

OBS.: Nesta mesma época (ano de 1202), na Itália, estudavam-se técnicas matemáticas, pesos e medidas, câmbio, tornando o homem mais evoluído em conhecimentos comerciais e financeiros.


Benedetto Cotrugli

Nasceu em 1416, na Croácia, e foi o inventor de um dos primeiros manuscritos que tratavam das Partidas Dobradas (em 1458). Porém, sua obra chamada “Il libro dell´arte di mercatura”, não se disseminou pela Europa porque foi manuscrita, sendo um processo demorado e principalmente caro, ao passo que a obra de Luca Pacioli foi impressa em quantidade considerável e disseminada por todo o continente. Somente após 115 anos foi impresso, na cidade de Veneza, com o nome de “Della mercatura e del mercante perfetto”, por Francesco Patrizi. O manuscrito original perdeu-se, e a versão mais antiga que existe é de 1484 e se encontra na Biblioteca Nacional de Florença.

 

Fabio Besta

Nasceu em 1845, na Lombardia (Itália).

Seguidor de Francesco Villa, superou o mestre em seus ensinamentos. Ele demonstrou o elemento fundamental da conta, o valor, e chegou muito perto de definir o Patrimônio como objeto da Contabilidade.

 

 


Vicenzo Mazi

Seguidor de Fábio Besta, foi quem pela primeira vez, em 1923, definiu o Patrimônio como objeto da Contabilidade.

 

João Lyra

Patrono da Contabilidade Brasileira, senador pernambucano, intelectual e professor de Contabilidade, João de Lyra Tavares nasceu em 23 de novembro de 1871. Fundou o Instituto Guarda-Livros de Pernambuco e presidiu o Conselho Perpétuo dos Contabilistas Brasileiros. Destacou-se como o precursor pela luta da regulamentação da profissão no Brasil, sendo ele o criador do Dia do Contabilista (25 de abril). João Lyra faleceu em 30 de dezembro de 1930.

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2017 Só Contabilidade. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.